Livro

Resenha: Chama Negra, de Alyson Noel #BoxImortais

10:14:00


O livro Chama Negra, de Alyson Noël, foi lançado em 2011 pela Editora Intrínseca e conta com 248 páginas.

Ah! Esse é o quarto volume. Você encontra aqui o primeiro, aqui o segundo e aqui o terceiro. Boa leitura!
Sinopse: Enquanto tenta ajudar Haven na transição para a vida imortal e libertar Damen do feitiço que não a permite tocar nele, Ever se aprofunda mais e mais nos mistérios da magia negra. O feitiço, porém, vira contra a feiticeira, e ela se vê presa a seu maior inimigo: Roman. A força estranha e poderosa que toma conta de seu corpo impede que Ever consiga parar de pensar nele e de desejá-lo. Ela quer resistir à atração incontrolável que a está consumindo. Ele quer se aproveitar desse momento de fraqueza. A ponto de se render, Ever procura a ajuda de Jude, arriscando tudo e todos para salvar a própria vida e seu futuro com Damen...
Como se não bastasse ser amiga da invejosa da Haven, Ever faz a escolha errada (pra variar!!!!) e a transforma em imortal. Sério, se ela já era chata, vazia e invejosa humana, imagina imortal? Ever faz de tudo para ajudar a amiga, tentar fazer com que ela se adapte bem à nova vida, mas ela é recebida com drama, mimimi e aquele papo de "ah mas você me transforma e agora quer me privar disso e daquilo". Haven é a pior personagem que eu já li em toda a minha vida. Não dá pra gostar dela, você a odeia mais a mais a cada capítulo.

Haven fica com a ideia fixa de que Ever não quer dividir todo o elixir com ela porque Ever tem medo de que ela fique mais poderosa, mais bonita e mais forte. Eu não aguento a futilidade da Haven! Ela logo vai procurar Roman, pois acha que Ever só quer vê-la na pior, e eles acabam engatando um namoro. Os dois vilões mais insuportáveis juntos? É claro que vai dar merd ops, coisa ruim.

Ever, como a boa protagonista que só se mete em encrenca que é, acaba fazendo MAIS magia negra para tentar reverter as coisas com Damen, mas o tiro sai pela culatra e ela, ao invés de fazer a magia para convencer Roman a entregá-la a cura, acaba ficando presa emocionalmente à ele - o que rendem cenas muito estranhas -, e uma luta interna cresce dentro dela.

Jude é tão bom que eu fico até com dó. Ele é aquele amigo que está sempre lá por você, mesmo sabendo que o que sente não é recíproco. Ele tenta de todas as formas ajudar Ever, mas sempre que tenta, acaba piorando as coisas - visto que já está tudo péssimo mesmo, mas enfim -, é um personagem que nos faz ter vontade de continuar a leitura. 

Ever traça um caminho a percorrer, lutando contra a vontade de estar ao lado de Roman, ficando cada vez mais distante de Damen e confundindo a cabeça de Jude. Sério, tem como existir uma protagonista mais complicada que essa?! Mas, no final, ela faz uma grande evolução - fico surpresa com o tamanho de seu amadurecimento -, e ela acaba tomando uma decisão importante que nos leva ao ápice do livro. 

Chama Negra é uma boa sequência, e prova que nada está tão ruim que não possa piorar. A série em si traz um gosto de que quando você está quase conseguindo aquilo que deseja, vem algum problema e te dá um banho de água fria - mas sempre acompanhado de uma motivação para continuar tentando e persistindo, e novamente um bom gancho para MAIS UMA sequência. 

"Sim, eu sinto algo quando nos tocamos. Sim, ele é inegavelmente sexy, bonito e alguém com quem posso contar. Sim, eu mais de uma ocasião percebi que me sentia um pouquinho envolvida poe ele. Mas, mesmo assim, não se iguala ao que sinto por Damen. Nunca se igualou. Damen é o único para mim.” -Ever"
Nota:

Um beijo,


Deixe seu comentário!

5 comentários

  1. eu adorei esse livro, porem nao gostei muito da serie, achei muito forçada

    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia o livro. A capa nos deixa bem curiosos para saber o que vai acontecer. Nunca li livros com este enredo e já anotei aqui na minha listinha, que está enorme para 2017 rs Ótima resenha! Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu amava essa serie! Li faz uns anos, mas nem lembrava muito bem da historia. Vou ler as outras resenhas pra me recordar. Acho que se eu fosse ler hoje não iria gostar tanto, mas na época ru devorei!

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e parece muito interessante. Adorei a resenha, muito boa mesmo, obrigada! Vou querer ler esse, não conheço o trabalho da autora mas gostei da forma como vc falou do livro. Beijo, segui vc *

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Newsletter

Canal do Jardim